Alívio

Acre sai do ranking de Estados mais violentos do Brasil

O povo acreano viveu momentos de intenso terror nos últimos anos, o índice de homicídios violentos em 2017 no estado chegou a ser comparado com os dos países mais violentos do mundo, mas para o alívio da população os dados do Monitor da Violência para esse ano já mostram uma outra realidade.

Em 2017 o Acre chegou a registrar 62,2 mortes violentas para cada 100 mil habitantes. No primeiro semestre de 2019 essa estatística está em 22, uma redução considerável. A guerra entre facções criminosas foi apontada como a principal responsável pelo número alarmante na época, segundo o pesquisador Daniel Cerqueira do IPEA, entre junho e julho de 2016 duas das principais organizações criminosas do país entraram em guerra e expandiram suas atividades para outros estados, a área mais afetada foi a região Norte, que por falta de preparo das polícias locais não conseguiram conter a violência, principalmente quando grupos locais tentaram resistir contra a vinda de organizações maiores, como foi o caso do Acre que fez com a guerra chegasse a níveis alarmantes.

Ao lado de Rio Grande do Norte e Ceará, o Acre está entre os estados que apresentaram a maior taxa de redução da violência, saindo da lista dos dez estados mais violentos do país, entre as medidas tomadas por esses estados estão ações mais rígidas nas prisões, isolamento ou transferências dos chefes desses grupos criminosos para presídios de segurança máxima e integração entre as forças de segurança e justiça. Apesar da melhoria, muito trabalho ainda precisa ser feito para continuar diminuindo a violência no estado.