Sem recurso

Acusados de triplo homicídio são condenados a 213 anos de cadeia no Acre

O júri da Segunda Vara Criminal de Rio Branco sentenciou a 213 anos de cadeia em regime fechado, Mateus Mendonça da Costa, Luiz Fernando Cruz e Lucas Freire de Lima, acusados pelo triplo homicídio,  crime ocorrido em fevereiro do ano passado, no Conjunto Novo Horizonte, região do Bairro Floresta na capital.

O trio foi apontado pelas execuções dos adolescentes Luana da Silva Aragão, Renan Barbosa de Andrade e Rafaela dos Santos Rodrigues, que estavam em uma festa de aniversário quando foram alvejados.

Testemunhas afirmaram durante a audiência, que só terminou por volta das 20 horas desta segunda feira,13, que os três assassinos passaram em uma camionete atirando aleatoriamente contra a residência onde ocorria o aniversário, acabando por atingir as vítimas que morreram ainda no local.

Segundo a Perícia da Polícia Civil, os assassinos efetuaram pelo menos 30 disparos de arma de fogo. Após a sentença que deve ser cumprida imediatamente, o júri negou aos condenados o direito de recorrer da decisão.

Cada um foi sentenciado a 71 anos de cadeia em regime fechado.

O Ministério Publico Estadual, representado pelo Promotor Ildon Maximiano, provou que os três  adolescentes vitimas eram inocentes e não tinham qualquer envolvimento com fações criminosas.

O alvo dos bandidos, segundo a defesa dos acusados, seria um traficante que morava na casa onde a festa de aniversário acontecia.

Essa condenação de 213 anos, é a maior já aplicada na Segunda Vara Criminal de Rio Branco.