CORTA AQUI!

Alércio Dias solta o verbo: “Ingratidão é a marca desse governo”

O ex-deputado e ex-diretor-presidente do Acreprevidência Alércio Dias rompeu de vez com o governador Gladson Cameli (Progressistas). Em postagem na rede social Facebook, feita neste domingo (1º), ele afirma que a ingratidão é a marca da atual gestão estadual. E acusa Gladson de ter se cercado apenas de bajuladores e perseguidores do tio, o ex-governador Orleir Cameli.

“Ingratidão é a marca desse Governo. Ele agride quem o apoiou e caminha com bajuladores e com perseguidores de seu tio”, escreveu Alércio.

Em meados de abril, Gladson exonerou Alércio do cargo de diretor-presidente do Instituto de Previdência do Acre. A exoneração se deu após o Ministério Público emitir nota se posicionando contra a nomeação do ex-secretário e recomendando sua saída do cargo.

Publicação não deixa dúvidas sobre o rompimento político/Foto: reprodução

Endereçada à Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) em fevereiro deste ano, depois que Dias foi nomeado, em janeiro, a recomendação do MP foi aceita pelos deputados.

Na época, também em sua rede social, Alércio fez uma postagem afirmando que a medida foi a pedido dele. “Sou feliz e abençoado, Deus atende todos os meus desejos”, postou ele na ocasião.

A um internauta que questionou as razões para a publicação deste domingo, Alércio respondeu: “Não estou referindo-me à ingratidão em relação a mim. Não fui e nem vou atrás de emprego. Falo por aquelas pessoas que enfrentaram o petismo e os vi na campanha dando o sangue e hoje não recebem nem cumprimentos. A prof. Rosana Nascimento trouxe para o Gladson milhares de votos de uma classe que conheço e que não votaria nele e agora ê proibida de entrar até na ALEAC. Minha preocupação é política meu caro, pq a continuar nessa toada o PT abre a porta e entra novamente. Desculpe, mas vc não pode pretender ensinar-me relações de governo. Essa história de MP demonstra que vc não sabe da missa um terço”.