Alysson Bestene diz que nunca quis se juntar à chapa de Marcus Alexandre: ‘convergência de direita’

Alysson Bestene (Progressistas), pré-candidato a vice-prefeito de Rio Branco disse nesta segunda-feira, 10, durante uma cerimônia que marcou seu retorno à prefeitura de Rio Branco, onde é servidor de carreira, que não cogitou se juntar à chapa do ex-petista Marcus Alexandre (MDB), por julgar que a conjuntura seria ideologicamente incompatível com seus princípios.

“Nós ouvimos vários partidos, mas a gente sempre procurou a nossa candidatura própria com a convergência dos partidos de direita, com as pessoas que tem esse pensamento progressista. E foi isso a gente foi buscando. E chegamos nessa chapa, onde a gente converge com as pessoas que sempre estiveram do mesmo lado em disputas eleitorais. Nós sempre tivemos deste lado, não o lado oposto, onde esteve a esquerda”, disse Alysson.

Foi também nesta segunda, 10, que pela primeira vez desde o início da movimentação política de disputa à Prefeitura de Rio Branco, que Alysson Bestene se referiu a Marcus Alexandre como adversário.

“A gestão que nosso adversário teve na prefeitura e a atual gestão tem muitas diferenças. O prefeito Tião Bocalom tem mostrado avanços, recuperando inclusive ruas de um programa eleitoreiro que tem problemas judiciais [Ruas do Povo]. No decorrer dos debates os tons vão se acalorar, eu tenho meu perfil e aos poucos a gente vai colocar esse calor na medida certa”, concluiu.

Tópicos:

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre