Freud explica

Assessor parlamentar do deputado Luiz Tchê entrega a fatura: “O pessoal da Energisa ligou pro senhor”

Manobra?

Um comentário captado por mim entre o deputado Luiz Tchê (PDT) e um assessor me deixou curioso. O incauto assessor, na entrada do salão azul da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) disse na manhã de terça-feira, 16, durante o rebuliço do embate sobre a abertura ou não da CPI do aumento da tarifa: “O pessoal da Energisa ligou para o senhor”. Mais rápido, o experiente deputado fez um sinal ao assistente para que a conversa fosse encerrada.

Curioso

Após a sessão, resolvi perguntar para o deputado se a Energisa entrou em contato com ele, que disse “Comigo, não. Isso não tem nem lógica. A única coisa que a gente pediu para a Energia é os números que eles têm de investimento para mandar para Jesus [Sérgio] se embasar lá, entendeu?”. “O que defendo é que a gente chame, no dia 26, o presidente da Aneel, que vai estar no Estado, junto com a Energisa, para eles se explicarem”.

Contradição I

Depois de ouvir o assessor dele falar da ligação da empresa de energia elétrica, ele nega, mas se contradiz ao confirmar um contato, alegando existir uma conversa para o fornecimento de dados.

Contradição II

O mesmo representante da CPI da telefonia celular, que não apresentou resultado algum, Luiz Tchê, é contra uma CPI por achar populista?

Defesa dos outros

Pode ser que vejo maldade, mas não acredito ser salutar um deputado pedir “a Energia é os números que eles têm de investimento”. Ele foi eleito para defender o povo ou a Energisa?

Informações

O deputado Tchê não quer uma CPI por acreditar ser uma atitude populista, mas propõe chamar o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que, em conjunto com o responsável pela Energisa, possam dar explicações, no dia 26.

Inócuo

O deputado do PDT quer levar os responsáveis da empresa de distribuição da energia elétrica e da Agência para justificar um aumento de dois dígitos. Qual a finalidade de utilizar o expediente e a estrutura da Aleac para um mero discurso, sem a devida checagem? A CPI tem essa função, função de checar!

Descrédito

Claro, as CPIs estão caindo em descrédito, mas o problema não é a existência dessa prerrogativa dada aos parlamentares. A culpa pode estar entre aqueles que não apresentaram resultados ao longo de meses de apuração. A imprensa nacional já noticiou até que o problema de algumas CPIs estaria no envolvimento de membros dessas comissões com os próprios acusados.

Notas

Todas as quartas-feiras passo a escrever uma coluna com o objetivo de “explicar” o que estamos encontrando nos bastidores. Claro, é uma visão pessoal, mas assumo a responsabilidade de redigir uma coluna depois de quase 19 anos no jornalismo. O leitor também pode colaborar com a análise. Para isso, basta enviar e-mail com críticas, dicas ou até mesmo palavras de incentivo. E-mail: freudantunes@gmail.com.