Analisando o governo

Deputados analisam os 6 primeiros meses de Gladson Cameli

Em programa na página pessoal no Facebook do deputado Jenilson Leite (PCdoB), na manhã desta sexta-feira (12), os deputados Daniel Zen (PT), Jonas Lima (PT), Fagner Calegário (sem partido) e o próprio deputado Jenilson, analisaram os primeiros 6 meses do governo de Gladson Cameli. Em especial, no que se refere à segurança, educação, saúde, e agricultura.

O deputado Fagner calegário disse que após 6 meses de governo, “parece que ele não começou a governar”

Agricultura

A agricultura e produção foi motivo de severas críticas por parte do deputado Jonas Lima, “Sou um pequeno produtor e sempre que vejo o governador falando sobre o assunto, só escuto sobre o plantio de soja. Esse governo vira as costas para a agricultura familiar” disse o deputado petista. Jonas Lima disse ainda que, o governo anterior do Tião Viana valorizou muito a agricultura familiar, mas infelizmente o atual governador não dá muita atenção para ela.

Saúde

O deputado comunista Jenilson Leite, afirmou que “com convicção nessa área o governo andou para trás. Faltam médicos e remédios no interior do Estado” Jenilson disse ainda que, a secretária de saúde falou que esse problema “é um grão de areia no oceano”. Segundo o deputado, ela está equivocada. “As pessoas estão morrendo por falta de atendimento. E isso é grave”. Disse Jenilson.

Ainda sobre saúde pública, Calegário afirmou que em recente visita ao município de Acrelândia, constatou que o hospital da cidade estava há dois dias sem médico. “Como se faz saúde sem médico?” perguntou Calegário.

Educação

Daniel Zen, disse que ao contrário de outras pastas, a educação leva um tempo maior para que se possa fazer uma análise mais segura se melhorou ou piorou. “O que posso afirmar é que na questão administrativa, toda vez que vejo o secretário se pronunciando é para falar mal da gestão passada. Mas, suas principais ações são dispensas de licitações. E sempre contratando empresas de Manaus. Parece até que no Acre não existem empresas para realizar esses serviços”. Falou o deputado, que já foi secretário de educação.

Segurança

O deputado Fagner Calegário, falou estar torcendo para que o vice-governador Major Rocha, maior responsável pela pasta, consiga dar a volta por cima e traga de volta a paz que outrora o Estado Já teve e não tem mais. “A secretaria de segurança pública deveria se chamar insegurança pública”. Ironizou Calegário.

O deputado disse ainda, que fez uma indicação solicitando a criação do Batalhão de Fronteira, que segundo o parlamentar, está no plano de governo de Gladson, mas até agora não saiu do papel.