Diretora de Direitos Humanos do Acre busca parcerias em Brasília para enfrentar desafios de migração

Em uma agenda em Brasília, a Diretora de Direitos Humanos, Joelma Ponte, representando a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos do Acre, juntamente com a Servidora Técnica Hany Cruz, cumpriram agendas institucionais nos Ministérios dos Direitos Humanos e Cidadania, Ministério de Desenvolvimento Social e Ministério da Justiça. 

O objetivo dessas reuniões é implementar políticas financeiras e estreitar parcerias para as políticas de enfrentamento ao tráfico de pessoas e migrações.

A preocupação surge devido ao possível crescimento do fluxo migratório no Acre, que pode ser uma consequência da Portaria do Peru que prevê a deportação de migrantes irregulares encontrados dentro do território peruano até o próximo dia 10 de novembro de 2023.

Esta iniciativa busca fortalecer a capacidade de resposta do Acre a essa situação e garantir que os direitos humanos e a dignidade dos migrantes sejam protegidos durante esse processo.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre