Confusão na Aleac

Em sessão tumultuada na Assembleia Legislativa, populares vaiam deputados contrários à CPI da conta de luz

Em uma sessão tumultuada, que contou nesta terça-feira (16) com a galeria cheia de visitantes, deputados passaram horas debatendo sobre a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta para investigar a Energisa, sucessora da antiga Eletroacre. A população gritava, apoiando ou vaiando a cada discurso. Os deputados Luiz Tchê (PDT) e José Bestene (Progressistas) foram achincalhados pelos presentes assim que assumiram posição contrária à apuração dos motivos que levaram aos reajustes da tarifa.

Quase duas horas depois, a Mesa Diretora da Aleac decidiu suspender os trabalhos, e com isso o deputado Jenilson Leite (PCdoB) disse temer que a CPI seja enterrada pela base aliada do governo.

Deputados que apoiam CPI aguardam em plenário leitura do requerimento/Diário do Acre

O deputado Fagner Calegário (PV) criticou o reajuste da tarifa de energia elétrica e atacou a estratégia adotada pela Energisa, que se beneficiou do aumento, o que vai na contramão da lógica de mercado.

Segundo o parlamentar, o empresário primeiro realiza o investimento para só mais tarde ter retorno financeiro.

Veja o vídeo com discurso de Fagner Calegário apoiando instauração da CPI:

Ouça o áudio da entrevista concedida pelo deputado Jenilson Leite, autor do requerimento: