Profissão de lisos

Estudo do Caged revela que jornalistas do Acre recebem o 6º pior salário do Brasil

Na 21ª colocação, os jornalistas acreanos possuem o pior salário entre as outras regiões, chegando a receber R$ 55,74 por hora. Os dados foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

De acordo com o levantamento, o Distrito Federal possui a melhor remuneração para os profissionais da área, chegando a R$ 133,26 por hora. Em seguida aparece São Paulo, com média de R$ 99 a hora trabalhada.

Os dados apontam que os jornalistas de Roraima chegam a receber Roraima R$ 57,62 por hora.

Uma profissão onde os fracos não têm vez/Internet

Na equação final, ainda é possível apontar que os profissionais do Acre precisam sobreviver sob um custo de vida mais alto do que em outras regiões do país.

Os jornalistas acreanos só recebem mais do que os colegas do Amapá (R$ 55,66), Paraíba (R$ 55,17), Rondônia (R$ 48,30), Sergipe (R$ 47,77) e Piauí (R$ 47,61). Outro elemento que ajuda a inflar a renda mensal, a hora extra, não chega a ser registrado em benefício dos profissionais acreanos.

Com isso, os trabalhadores aparecem cumprindo uma jornada semanal de 36 horas, a menor entre os demais Estados, achatando ainda mais a remuneração final.

Valor do salário/hora dos jornalistas:

1 – Distrito Federal – R$ 133,26

2 – São Paulo – R$ 99, 39

3 – Rio de Janeiro – R$ 99,04

4 – Paraná – R$ 81,38

5 – Amazonas – R$ 76,90

6 – Mato Grosso – R$ 71,36

7 – Bahia – R$ 68,35

8 – Goiás – R$ 68,05

9 – Mato Grosso do Sul – R$ 67,82

10 – Minas Gerais – R$ 63,42

11 – Pará – R$ 62,49

12 – Santa Catarina – R$ 61,10

13 – Rio Grande do Sul – R$ 61,05

14 – Pernambuco – R$ 59,89

15 – Tocantins – R$ 59,78

16 – Ceará – R$ 59,06

17 – Espírito Santo – R$ 58,23

18 – Roraima – R$ 57,62

19 – Maranhão – R$ 56,91

20 – Alagoas – R$ 55,97

21 – Acre – R$ 55,74

22 – Amapá – R$ 55,66

23 – Paraíba – R$ 55,17

24 – Rondônia – R$ 48,30

25 – Sergipe – R$ 47,77

26 – Piaui – R$ 47,61

27 – Rio Grande do Norte – R$ 45,46

Média nacional – R$ 65,81