AFRONTA

Ex-governadores do Acre continuam a receber por mês R$ 35,4 mil de aposentadoria

O Portal da Transparência do governo do Acre informa que no mês de setembro deste ano os ex-governadores do estado e as esposas dos que já morreram embolsaram, em valores brutos, mais de R$ 35,4 mil. Jorge Viana, Flaviano Melo e a viúva do ex-governador Orleir Cameli – e tia de Gladson – , Beatriz Cameli, são alguns dos beneficiários.

Em campanha eleitoral, o atual governador do estado prometeu acabar com as pensões vitalícias. Onze meses depois de ter assumido o mandato, ele continua a autorizar o pagamento.  

Beatriz Cameli, Flaviano Melo e Jorge Viana na folha de pagamentos dos pensionistas

Nesta terça-feira (5), o governo encaminhou à Assembleia Legislativa uma proposta de reformulação do regime previdenciário estatal, em vigência desde 2005. A meta seria, segundo fontes do Palácio Rio Branco, conter a sangria dos cofres públicos ocasionada pelo pagamento a aposentados e pensionistas do Acre.   

Entre janeiro e setembro deste ano, o tesouro estadual teve que injetar R$ 500 milhões para cobrir o déficit do Acreprevidência. Além disso, há a necessidade de suplementação da folha de pagamento dos inativos no valor de R$ 70 milhões para que o caixa feche o ano sem ter de rolar dívidas relativas aos benefícios.

Gladson: mais uma promessa de campanha que ele empurra com a barriga/Foto: reprodução

Assim que a proposta de reformulação do novo regime previdenciário chegou à sede do Legislativo Estadual, deputados de oposição protestaram contra a celeridade com que o governador pretende que a matéria tramite na Aleac.

O deputado Jenilson Lopes (PCdoB) foi um dos que se levantaram contra a proposta. “Apresento uma indicação para discutirmos, em duas audiências, a reforma da previdência que deu entrada nesta Casa e a proposta de ajuste do Estatuto do Servidor”, disse ele.