Fazenda alcança produção de carne 30 vezes acima da média nacional

Tida como uma das fazendas mais produtivas de Mato Grosso do Sul, a Agropecuária Palmares, localizada em São Gabriel do Oeste, foi palco do último dia de campo do 11º Simpósio Nutripura. Durante o evento, que contou com a presença de quase 300 pessoas, entre produtores, consultores, estudantes e profissionais da área, foram apresentadas na prática as estratégias que vêm permitindo ao grupo aliar alta produtividade em campo à redução em seu balanço de carbono.

Tradicional na área da agricultura, a Palmares tem investido em uma pecuária moderna como forma de diversificar os negócios. Graças ao uso de novas tecnologias em campo e foco especial na gestão e no treinamento de equipes, hoje já está consolidada também como uma fazenda modelo para a criação de gado na região, com uma produtividade próxima a 180 arrobas por hectare/ano – 30 vezes superior à média nacional, de 5@ por hectare.

Cliente Nutripura desde 2018, o grupo tem conseguido esses resultados em grande parte pelo rendimento do seu confinamento, com capacidade estática para 6.600 animais, entre gado próprio e recebidos de parceiros no sistema boitel, que se destaca pela eficiência alimentar – na última safra os bovinos ganharam mais de 170 gramas para cada quilo de matéria seca ingerida, com destaque para o sorgo reidratado, cultivado e processado na fazenda.

Além do apoio da Nutripura na gestão do confinamento, o grupo também aderiu ao pacote Canivete Intensificação, que visa aumentar a produtividade em campo por meio da adoção de tecnologias inovadoras que auxiliam no manejo das pastagens e garantem maior precisão às estratégias de nutrição e suplementação dos animais.

“Começamos o projeto com 1.000 bois, mas no final do ano já estávamos com 2.000 animais. A gente vem crescendo de lá pra cá”, afirma Mauricio Castilho, líder da área de pecuária do grupo Palmares. “É uma relação de confiança. Os técnicos da Nutripura nos passam as novas tecnologias e quando a gente coloca em prática a gente vê os resultados. Eles nos ajudaram desde o início com o confinamento.”

Mais dos que os bons resultados econômicos, também é preciso destacar os ganhos ambientais obtidos na operação. Na última safra, a fazenda que produz carne suficiente para suprir o consumo anual de quase 30 mil pessoas, conseguiu reduzir o seu balanço para 11,9 quilos de carbono equivalente por kg de carcaça, cinco vezes abaixo da média nacional na pecuária.

“A Agropecuária Palmares faz parte do Projeto Serviços Ecossistêmicos, onde medimos o balanço de carbono dos nossos clientes, buscando uma redução gradativa por meio da adoção de tecnologias e das boas práticas no manejo. Esse melhoria em termos de produtividade se traduz também em um efeito poupa terra. No caso da Palmares, somente na safra 22/23, este ganho chegou a 20.795 hectares”, afirma Luciano Resende, sócio-diretor da Nutripura.

Neste ano, além da etapa em São Gabriel D’Oeste, o Simpósio Nutripura também passou por outras três cidades do Mato Grosso, apresentando os segredos de uma pecuária mais produtiva, rentável e sustentável para mais de 1.500 pessoas.

O fechamento da edição 2024 está marcada para os dias 4 e 5 de julho, em Cuiabá, com a presença de palestrantes de peso como o escritor Augusto Cury, o empresário Jorge Nishimura (sócio da Jacto) e o consultor Marcos Jank.  As inscrições para a Conferência já estão disponíveis através do site nutripura.com.br/simposio.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre