NADA A DECLARAR

Gladson e outros aliados de Ilderlei não se manifestam sobre operação da Polícia Federal

Os aliados do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, entre os quais o seu correligionário Gladson Cameli, seguem em silêncio quanto à Operação Presságio, da Polícia Federal. Ações da PF foram deflagradas na manhã desta sexta-feira (14) em seis estados – incluindo as cidades de Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

Até o momento, apenas o prefeito cruzeirense se manifestou por meio de um vídeo gravado no Peru, onde ele participa de uma missão oficial. O vídeo foi publicado na rede social Facebook e divulgado pela imprensa acreana.

PF cumpriu mandado de busca na prefeitura de CZS nesta sexta (14)/Foto: Ascom

Não se tem notícia de que o governador tenha emitido nota ou feito qualquer comentário em defesa do aliado. A última publicação no Facebook de Gladson data de ontem, quinta-feira (13).

A direção regional do Progressistas – partido ao qual se filiou o prefeito Ilderlei Cordeiro após se eleger pelo MDB –, também não se manifestou sobre o assunto.