BOA AÇÃO

Laboratório de informática é instalado no Educandário Santa Margarida

Referência no acolhimento de crianças e adolescentes de 0 a 12 anos sob medida de proteção, o Educandário Santa Margarida, como toda instituição sem fins lucrativos, conta com o apoio e auxílio da sociedade e de outras instituições, para a manutenção de seus serviços. Um deles é a instalação do laboratório de informática que conta com dois reeducandos do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) para isso.

De acordo a coordenadora Gardênia Sales, o projeto do laboratório foi criado dentro de uma estratégia de preparação das crianças acolhidas para o mundo. “Contamos, especificamente, com a colaboração e o apoio dos reeducandos que estão trabalhando no sentido de preparar a infraestrutura da informática para que nossos computadores estejam funcionando para o início dos cursos”, ressaltou.

A ação de encaminhar os reeducandos para executarem o serviço atende ao princípio de que cada cidadão é corresponsável pela construção da sociedade e que atitudes solidárias representam um degrau no processo de ressocialização, segundo explicou a coordenadora.

Um dos reeducandos, Marcio da Silva Rodrigues, recluso há 4 anos na Unidade de Regime Fechado nº 3, explicou que embora os conhecimentos da área de informática tenham sido adquiridos antes da prisão, já participou de outros cursos oferecidos pelo sistema, como gerenciamento de projetos, marketing em vendas, além de capacitações na área da construção civil.

Sobre a oportunidade de desenvolver seus serviços no Educandário, disse que tem muito prazer em ajudar e fornecer o conhecimento já adquirido. “Estamos dando manutenção aqui no laboratório que vai funcionar para as crianças. Fomos nós que montamos toda a parte da estrutura tanto física quanto de software, internet e cabeamento”, explicou.