Torre de Babel

Líder do governo na Aleac e Gladson não se entendem sobre recursos da saúde

Que o atual governo do progressista Gladson Cameli vem cometendo gafes ao longo de curtos cinco meses de administração não é mais nenhuma novidade. No entanto, o desentendimento com a base aliada na Assembleia Legislativa tem levado o chefe do Executivo acreano a se ver em saias justas.

Luiz Tchê: discurso em ‘grego’ na Aleac/Foto: internet

Durante entrevista no Programa Café com Notícias, transmitido pela TV 5 e apresentado pelo jornalista Washington Aquino, Cameli afirmou que o setor da saúde tem verba de sobra e chegou a mencionar a existência de um “cartel” agindo no setor, supostamente formado por pequenos grupos que torcem contra o seu governo.

Um pouco mais tarde, da tribuna da Aleac, o líder do governo, deputado Luiz Tchê (PDT), desmentiu o chefe do Executivo ao afirmar que a saúde no atual governo tem um débito de aproximadamente R$ 65 milhões, herdados da gestão anterior. Esse seria o motivo pelo qual, de acordo com o pedetista, faltariam recursos para melhorar o atendimento nas unidades hospitalares.

Procurada, a secretária de Comunicação do governo, Silvania Pinheiro, não foi encontrada para comentar o assunto.