Mesmo tendo apoiado Simone Tebet, Emerson Jarude dá guinada à direita

Mesmo tendo apoiado Simone Tebet, então candidata à presidência pelo MDB nas últimas eleições, o deputado estadual Emerson Jarude (Novo), pré-candidato à prefeitura de Rio Branco, parece ter dado uma verdadeira guinada à direita.

Ao ser questionado sobre o Projeto de Lei 1904, que propõe punição de até 20 anos para mulheres que abortarem, respondeu de forma contundente: “Sou a favor da pena de morte para estupradores”. 

Em relação ao Projeto de Lei do vereador João Marcus Luz (PL), que tramita no Legislativo e, se aprovado, impediria crianças e adolescentes de participarem da marcha LGBTQI+, Jarude afirmou que “lugar de criança é na escola, é isso que eu penso”.

Apesar de nunca ter elogiado publicamente o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Jarude parece estar se aproximando de uma postura mais à direita com esses posicionamentos. O deputado sabe que evitar se posicionar claramente pode impedir seu crescimento nas eleições deste ano, limitando-o a no máximo 10% das intenções de voto.

Aqui, esse discurso de estado mínimo não cola muito. O Acre é um dos estados que têm mais pessoas com Bolsa Família do que empregados. Jarude acertaria muito mais se desse ênfase na defesa da propriedade privada, da iniciativa privada, do fomento ao empreendedorismo e do agronegócio.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre