Corrupção

Michel Platini é preso e FIFA pode mudar sede da Copa do Mundo de 2022

As polêmicas envolvendo escândalos de corrupção na FIFA estão longe de acabar, nessa terça-feira (18) o ex-craque da seleção francesa e ex-presidente da UEFA, Michel Platini, 63 anos, foi preso em Paris por suspeitas de corrupção envolvendo a Copa do Mundo de 2022.

O ex-jogador é investigado em uma operação que averigua possíveis irregularidades na escola do Catar como sede do próximo mundial, Platini já estava suspenso de exercer atividades no futebol pelo comitê de ética da FIFA desde 2015 após casos de corrupção serem revelados, o francês era um dos principais candidatos a suceder o suíço Joseph Blatter na presidência da organização máxima do futebol.

Segundo informações da TNT Sports, devido a constatação de corrupção pela escolha do Catar como sede da copa de 2022, que aconteceu em 2010 quando Platini tinha participação ativa na FIFA e teria negociado a escolha da sede em um almoço realizado com representantes do país, a organização estuda trocar o local onde aconteceria o próximo mundial, inclusive já teriam feito alguns algumas reuniões secretas nesta terça-feira para tentar encontrar um substituto imediato.