Casa mal-assombrada

MPE abre inquérito para apurar suposta existência de funcionária fantasma na Aleac

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu um inquérito para apurar a existência de funcionária fantasma na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). A denúncia, relatada no procedimento de número 06.2019.00000023-0, teria chegado por meio da Ouvidoria Geral.

Registrado em 2018 – portanto na legislatura anterior –, o relato acabou não sendo processado a tempo, por isso o promotor Romeu Cordeiro Barbosa Filho decidiu solicitar mais informações ao Parlamento Estadual.

Aleac, segundo a denúncia, teria abrigado servidora fantasma/Internet

Caso a denúncia se confirme, ex-deputados e deputados reeleitos poderão ser processados por improbidade administrativa.

Na semana passada, o Diário do Acre divulgou com exclusividade o resultado da inspeção realizada pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado), durante a qual foram encontrados mais de 900 funcionários fantasmas em empresas públicas falidas.

O governo do petista Tião Viana chegou a gastar, só em 2015, com a folha de pagamento, mais de R$ 50 milhões, segundo o resultado da inspeção do TCE.