PUNIÇÃO

Polícia indicia coordenador de escola por estupro de menino de 12 anos

A Polícia Civil concluiu o inquérito que investiga o coordenador de uma escola em Mâncio Lima, no interior do Acre, suspeito de estuprar um menino de 12 anos. O homem foi indiciado por estupro de vulnerável. De acordo com o delegado Obetâneo dos Santos, responsável pelas investigações, um novo inquérito está em curso, já que a polícia identificou uma possível segunda vítima do acusado.

Informações da polícia dão conta de que o menino de 12 anos relatou à família ter sido vítima de estupro dentro da escola, onde estuda na zona rural do município, e também na casa do acusado. Após a denúncia, no dia 17 de outubro deste ano, o coordenador da escola foi preso.

Polícia Civil em Cruzeiro do Sul investiga uma possível segunda vítima/Foto: reprodução

“Já concluí o inquérito e o enviei para o Poder Judiciário. Ele [acusado] foi indiciado nesse procedimento”, informou Obetâneo dos Santos.

Assim que foi preso, o suspeito negou o crime. Após ser ouvido pela polícia, o coordenador foi levado para a penitenciária de Cruzeiro do Sul.

Submetida a exame de conjunção carnal, foi constatado que havia ruptura no ânus da vítima.

Consultada à época da prisão do suspeito, a Secretaria de Educação do município de Mâncio informou que ele havia sido aprovado em concurso público para o cargo de agente operacional de serviços diversos, e que desde março de 2014 estava lotado na Escola Venina Batista. Ainda segundo a nota, o acusado exercia a função de coordenador administrativo desde fevereiro de 2019.