Os carbonários

Presos do Oliveira Conde ateiam fogo em colchões de cela e por pouco não são carbonizados

Três detentos do presídio Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco, por pouco não morreram queimados durante um princípio de incêndio registrado n na noite desta quarta-feira (29). Segundo informações obtidas pela reportagem do Diário do Acre, eles próprios atearam fogo nos colchões dentro da cela em que cumprem a pena.

Momento da chegada de um dos reeducandos ao PS/Cedida

Por telefone, o diretor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Lucas Gomes, disse que a cela se localiza no setor psiquiátrico do presídio, e que seus ocupantes passam por acompanhamento médico.

“Após serem salvos por uma guarnição do Corpo de Bombeiros, acionada de imediato por nossos agentes, os reeducandos foram encaminhados ao Pronto Socorro com queimaduras. Eles não correm risco de morte, segundo nos reportaram de lá”, disse o Lucas Gomes.

Segundo ele, os detentos sofreram queimaduras no tórax, pernas, braços e na cabeça. Seus nomes não foram divulgados.