Segunda vida

Primeiro transplante do ano é realizado na Fundação Hospitalar

Doar órgãos é um ato de amor que pode dar oportunidade de uma segunda vida a outra pessoa, foi assim com Francisco Costa das Chagas, de 54 anos, que na última quarta-feira (12) recebeu mais do que um presente de Dia dos Namorados, recebeu uma nova vida.

Morador de Xapuri, o diarista Francisco Costa sofreu cinco anos por complicações da cirrose hepática que adquiriu e conseguiu entrar na fila do transplante de fígado do Sistema Único de Saúde (SUS) somente um dia antes, na terça-feira (11), e por sorte logo conseguiu encontrar um doador compatível, o novo órgão veio de longe, nasceu no Paraná e viajou de Belém-PA direto para a Fundação Hospitalar do Estado do Acre (Fundhacre).

A cirurgia foi realizada com sucesso pelo médico Juan Rafael Pereira, e Francisco reagiu bem ao novo fígado, agora ficará internado por mais alguns dias e então poderá voltar para a terra de Chico Mendes.

“Direi para todos sobre o quanto Deus cuida da gente e de que um dia ele me soprou no nariz um fôlego novo, para a honra e glória Dele” – disse Francisco após a cirurgia.

Francisco ao lado da namorada, Raimunda Oliveira, antes de entrar na sala de cirurgia.