Produtores rurais deverão emitir Nota Fiscal eletrônica a partir de maio

A partir do próximo mês, os produtores rurais de todo Brasil deverão se preparar para uma mudança: a emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NFe) se tornará obrigatória. A medida, estabelecida pelo governo, tem o objetivo de modernizar e aprimorar o sistema de controle fiscal, garantindo maior transparência e eficiência nas operações comerciais do setor.

Segundo informações fornecidas pela Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul), a obrigatoriedade da NFe para produtores rurais entra em vigor a partir do dia 1º de maio deste ano. A partir dessa data, todos os produtores deverão emitir a NFe para suas transações comerciais.

A Farsul destaca que a emissão da Nota Fiscal Eletrônica pode ser realizada de forma simplificada, seja através do site da Secretaria da Fazenda ou pelo aplicativo Nota Fiscal Fácil. Além disso, os Sindicatos Rurais podem solicitar auxílio do Senar-RS, que oferece cursos ministrados por técnicos habilitados, mostrando o passo-a-passo da declaração tanto pelo site quanto pelo aplicativo.

Luís Fernando Pires, assessor da presidência da Farsul, ressalta os desafios que essa mudança pode trazer, especialmente em regiões com problemas de sinal de internet. A Farsul, em conjunto com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), tem buscado prorrogar o prazo estabelecido, visando proporcionar mais tempo para que os produtores possam se adaptar e se preparar adequadamente para essa nova exigência.

Com a iminência da obrigatoriedade da Nota Fiscal Eletrônica, é essencial que os produtores rurais estejam cientes e preparados para cumprir com as novas regulamentações fiscais.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre