Nota zero

Professores entram em greve e escolas estaduais param de funcionar no município de Cruzeiro do Sul

As escolas da rede estadual de ensino no município de Cruzeiro do Sul estão sem aula nesta quinta-feira (16), devido à greve dos professores. Eles dizem que o atual governador Gladson Cameli (Progressistas) não vem dando o suporte necessário aos estabelecimentos de ensino, nos quais faltam merendeiras, material de higiene e os trabalhadores de limpeza estão há quatro meses sem receber salários.

Natural de Cruzeiro do Sul, Gladson é acusado de esquecer as promessas de campanha e praticamente abandonar a educação pública estadual.

Greve será mantida até que governo tome providências/Reprodução

Os manifestantes afirmam que diretores e professores precisam pagar do próprio bolso para manter as escolas em funcionamento.

E prometem manter a paralisação por tempo indeterminado, até que o governo resolva a situação.

A reportagem do Diário do Acre tentou contatar o secretário de Educação do estado, Mauro Sérgio, mas ele não atendeu às ligações telefônicas e nem as retornou.