DE TUDO UM POUCO

Qualquer um pode ser chefe. Líder somente alguns.

Embora sejam coisas completamente distintas é muito comum haver confusão entre o que é ser chefe ou liderar pessoas. O fato é que um líder pode até ser um chefe. Mas um chefe nem sempre poderá ser um líder. O Líder inspira pessoas e as conduz por qual caminho seguir. E vai junto com elas. O chefe, ao contrário, tem obsessão em comandar, dar ordens, mesmo que as vezes, travestidas de pedido. É autoritário e centralizador. Pensa apenas nos lucros e resultados. Quando um colaborador, por exemplo, não está conseguindo atingir a meta estabelecida, o líder “chega junto” para ver onde pode atuar para ajudar a desenvolver aquela pessoa. O chefe a demite sem o menor constrangimento ou remorso. “São apenas negócios”, pensa ele.

Os líderes são respeitados e admirados. Os chefes são temidos. E pior, gostam de se impor pelo medo. Tentam atingir seus objetivos mais através do mal que podem causar do que pelo bem que podem fazer. Chefiam pessoas sob o ensinamento fragmentado de Nicolau Maquiavel de que “é melhor ser temido que amado”. E assim vão espalhando a insegurança em seus subordinados, sempre deixando claro quem é que manda. São signatários do provérbio que diz: “manda quem pode obedece quem tem juízo”. O líder adora ser amado. O chefe ama ser temido.

O chefe nunca incentiva a sua equipe e nem sabe motivá-la. Ele acha que um trabalho excelente é dever do empregado e quando isso não ocorre, aponta os erros e joga a responsabilidade nos seus subordinados. Mas quando algo dá certo, se vangloria com o objetivo atingido. O líder se responsabiliza junto com sua equipe pelos erros e divide a glória pelos acertos. Comumente o chefe assume para si toda a responsabilidade e a autoria dos projetos, deixando para a equipe apenas a função de obedecer às ordens. Aquele que lidera dá autonomia e divide com a equipe a responsabilidade pelo sucesso. O líder escuta. O chefe apenas ouve.

Em uma empresa, quando o líder precisa se ausentar por um período, seus colaboradores ficam chateados, mas sabem exatamente o que devem fazer. Em contrapartida, quando o chefe viaja, seus asseclas fazem a festa e pouco produzem. O líder confia em sua equipe. O chefe somente a suporta porque precisa dela. O líder diz: “nós conseguimos” o chefe fala: “eu consegui”. O líder é plural; o chefe, singular.

Enquanto os chefes empurram os líderes puxam. Os chefes são mestres, os líderes maestros. Os chefes falam alto, os líderes têm ouvidos aguçados. O chefe mediante um problema diz: “quero solução”. O líder fala: “resolveremos juntos”. O chefe está o tempo todo cobrando alguém de alguma coisa. Só assim se sente chefe.  O líder gerencia as emoções. O chefe é guiado por elas. Portanto, finalizo com a plena convicção que qualquer um pode ser chefe. Líder somente alguns poucos.

Um forte abraço e até a próxima.