Batendo de frente

Roberto Duarte afirma que MDB terá candidatura própria à PMRB e diz que Cameli manda no Progressistas

O deputado estadual e presidente do diretório municipal do MDB de Rio Branco, Roberto Duarte, rebateu as declarações do governador do Acre, Gladson Cameli (Progressistas), quando disse que nenhum nome de sua base de sustentação será anunciado sem a sua anuência para disputar, em especial, a prefeitura Municipal de Rio Branco (PMRB), nas eleições de 2020.
 
Roberto Duarte disse, em entrevista ao jornalista Assem Neto,  que após eleito, jamais o governador Gladson Cameli o convidou para participar de absolutamente nada, e muito menos de reuniões para decidir os rumos do estado. Portanto, o MDB não lhe deve satisfação e muito menos as pretensões de Cameli em indicar quem os emedebistas devem ou não apoiar.
 
“O MDB terá candidatura própria nas eleições de 2020. Isso é ponto pacífico. O senhor governador manda no partido dele (Progressistas), e não no MDB”, afirmou.
 
Na semana passada, Gladson Cameli anunciou que o seu vice-governador, Major Rocha (PSDB), é seu preferido para disputar a prefeitura de Rio Branco.
 
Ainda nos bastidores da oposição e com pretensões de disputar nas eleições de 2020, cogitaram-se nomes como os do ex-senador Jorge Viana, pelo Partido dos Trabalhadores, Coronel Ulysses, do PSL, e o ex-reitor da Universidade Federal do Acre Minoru Kimpara, este último sem partido definido.
 
A atual prefeita da capital, Socorro Neri (PSB), não fala sobre reeleição e diz que no momento está mais preocupada em resolver os problemas da cidade.