Direito de resposta

Secretário de Polícia Civil nega haver perseguição a delegados contrários à reforma administrativa do governo

Em nota enviada aos veículos de comunicação do estado, nesta quinta-feira (2), o secretário de Estado da Polícia Civil, Rêmullo Diniz, negou que três delegados teriam sido retaliados por ser contra a reforma administrativa que fará da pasta um departamento da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Publicado sob o título “Perseguição gera crise institucional na Polícia Civil após transferência de delegados sem comunicado prévio”, a reportagem do Diário do Acre foi contestada por Diniz.

Segundo ele, a transferência dos colegas de profissão decorreu da necessidade de enviá-los para a Delegacia da Mulher.

Leia a nota da íntegra.

Em virtude da veiculação da informação de que delegados de Polícia Civil estariam sendo perseguidos por defenderem assuntos relacionados a reforma administrativa na secretaria, o secretário de Estado da Polícia Civil, Rêmullo Diniz, vem através de nota esclarecer que inexiste qualquer situação igual ou semelhante ocorrendo dentro da instituição.

Secretário de Polícia Civil Rêmullo Diniz/Reprodução

Com a formalização de uma parceria entre a secretaria e o Poder Judiciário visando dar maior celeridade aos processos judiciais relacionados a violência contra a mulher, foram necessárias algumas adaptações, entre elas o envio de delegados capacitados para suprir a demanda existente na Delegacia da Mulher de modo a dinamizar e alcançar maiores resultados. Os delegados que estão sendo realocados para o desempenho de novas funções, são altamente capacitados, atendem a necessidade demandada e também a estratégia elaborada pela da nova gestão.

“Não existe esse movimento de perseguição. Muito pelo contrário, como é que nós iriamos perseguir quem luta pela instituição, é até irônico dizer. O que existe é uma parceria e a necessidade natural de oxigenação das unidades para uma melhor produção e serem aplicadas os trabalhos de gestão da atual diretoria”, explica Rêmullo Diniz.

A secretaria se coloca à disposição da imprensa e qualquer cidadão que esteja interessado em maiores informações a respeito deste ou demais assuntos relacionados a Secretaria de Estado da Polícia Civil e agradece a colaboração dos que sempre abrem espaço para esclarecer assuntos direcionados a instituição.

 

Atenciosamente, a assessoria