CABO DE GUERRA

Sinteac convoca greve geral e ameaça início do ano letivo nas escolas estaduais

O início do ano letivo nas escolas estaduais, marcado para a próxima segunda-feira (10), deverá ser adiado por decisão dos servidores da educação. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Acre (Sinteac) promete acampar, a partir das 8 horas de segunda-feira, em frente ao Palácio Rio Branco. O site da entidade publicou ontem (6) um edital de convocação de greve geral.

Segundo a presidente do Sinteac, Rosana Nascimento, a mobilização deverá ocorrer enquanto o governo não conceder o auxílio-alimentação à categoria, conforme acertado nas negociações em 2019.

Praça em frente ao Palácio será o ponto de concentração dos grevistas/Foto: reprodução

Em sondagem feita junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), a presidente do Sinteac constatou que a gestão de Cameli já teria extrapolado o chamado ‘limite prudencial’ de gastos com pagamento de pessoal, estabelecido em 60% da receita corrente líquida dos estados. Isso significa que as demais reivindicações da categoria esbarram na incapacidade legal do estado em honrar acordos trabalhistas.

Leia a seguir o edital de convocação do Sinteac.

A Presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre – Sinteac, Professora Rosana Sousa do Nascimento, no uso de suas atribuições, autorizadas pelo Estatuto Social, conforme disposição estatutária, convoca todos os seus associados em pleno gozo de seus direitos, bem como toda categoria de trabalhadores/profissionais em educação (professores e funcionários de escola) a participarem da ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 10 de Fevereiro do corrente ano, em frente ao Palácio Rio Branco – Centro, nesta cidade de Rio Branco/AC, às 8h00min em primeira convocação, necessitando da presença de 1/2 (metade) dos associados aptos, e às 8h30min, em segunda convocação, com o número de associados presentes, conforme lista de presença, seguindo o disposto no caput do artigo 62, para deliberar sobre a deflagração de greve, e não iniciar o ano letivo de 2020, em atendimento sobre a deliberação de indicativo de greve decidido na assembleia geral da categoria, bem como autorizar o sindicato a tomar medidas no sentido de viabilizar o movimento grevista.

E para chegar ao conhecimento de todos os associados, faz a publicação do presente em jornal de circulação, fixação no mural do sindicato e a divulgação na rede de internet e redes sociais da internet.

Rio Branco (AC), 06 de fevereiro de 2020.