Acima do teto

TCE condena prefeito Ilderlei Cordeiro por gastar com pessoal mais do que permite a legislação

Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenaram o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas), ao pagamento de multas que chegaram a R$ 28,5 mil por gastar em salários mais do que o permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Segundo o parecer do TCE, os gastos da prefeitura cruzeirense com a folha de pagamento ultrapassaram os 54% estabelecidos na legislação.

Com isso, Ilderlei não economizou recursos públicos para custear a contento os serviços públicos.

Ilderlei Cordeiro: na mira do Tribunal de Contas/Internet

As penas impostas ao prefeito se basearam em duas inspeções realizadas pela Corte de Contas, durante as quais se verificou o desrespeito à LRF.

Por descumprir a lei fiscal, o caso será encaminhado ainda à Câmara do município e ao Ministério Público Estadual (MPE), para que sejam analisadas e decidam sobre a possibilidade de abertura de processos.

A decisão do TCE estabeleceu prazo de até 30 dias para que as multas sejam quitadas. O prefeito ainda pode recorrer da decisão.