E AGORA ?

Tenente Farias será julgado pela justiça comum, decide TJ

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre decidiu por unanimidade, nesta segunda-feira (12), que o tenente Josemar Barbosa de Farias, do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), deverá ser julgado pela Justiça Comum. Preso desde o dia 27 de dezembro do ano passado durante a Operação Sicário, ele foi oi denunciado formalmente pelo Ministério Público (MPAC) no dia 30 de janeiro por Promoção de Organização Criminosa, Peculato, Corrupção Passiva e Prevaricação.

Depois da prisão durante operação desencadeada por uma Força Tarefa da Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), houve um conflito de entendimento de competência na justiça que em um primeiro momento encaminhou os autos à Justiça Militar. O Ministério Público do Acre recorreu da decisão e a Justiça Militar entendeu que ela não seria o Fórum adequado para julgar o militar que está há mais de 229 dias detido do Batalhão Ambiental da Polícia Militar.

Os advogados de Farias defendiam que ele devia ser julgado pela Justiça Militar, o que foi negado pelos três desembargadores que analisaram o pedido.