Milei pede “revolução liberal” durante fórum com líderes empresariais na Argentina

O presidente da Argentina, Javier Milei, pediu nesta sexta-feira (19) uma “profunda revolução liberal” ao encerrar um fórum empresarial realizado perto da cidade de San Carlos de Bariloche, no sul do país, que neste ano contou com a presença dos presidentes de direita do Uruguai, Luis Alberto Lacalle Pou, e do Paraguai, Santiago Peña.

Cerca de 120 empresários foram convidados para o encontro chamado Fórum Llao Llao, realizado em um hotel de luxo de mesmo nome na província de Río Negro, na Patagônia, para discutir como contribuir para o desenvolvimento de longo prazo da Argentina, que sofre com grandes desequilíbrios macroeconômicos e sociais, gerados pelo governo anterior do peronista Alberto Fernández.

O presidente argentino discursou no evento, destacando seus planos de tornar o país mais liberal. “Não vou me contentar em ser como a Alemanha, quero ser como a Irlanda. Quero uma revolução liberal profunda, não acredito em uma economia dirigista”, disse Milei.

Milei disse ainda aos empresários presentes que seu governo está criando “as condições para que a Argentina volte a crescer”. Segundo ele, o “resto do trabalho” ficaria sob responsabilidade deles.

O presidente reconheceu que seu governo fez “o maior ajuste fiscal da humanidade” e defendeu o fato de que, ao passar de “uma economia hiperssocialista para uma economia de mercado, pode haver problemas adicionais inerentes a essa transição”. Entretanto, ele prometeu que “o futuro será com muitos cortes de impostos”.

Essa é a segunda vez que Milei participa desse fórum, sendo que no ano passado ele o fez como candidato à presidência, quando falou por uma hora para os empresários.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre