Musk afirma que X segue as leis do Brasil e recusará “qualquer ordem” para desrespeitá-las

Na tarde desta quarta-feira (10), o empresário Elon Musk, dono da rede social X, voltou a se manifestar sobre as investigações que ocorrem no Brasil envolvendo supostos atos de censura por parte do Supremo Tribunal Federal (STF), mais diretamente o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes.

Desde então, Musk já chamou Moraes de “ditador brutal”, classificando as medidas impostas pelo ministro como “arbitrárias e ilegais”, e agora afirmou que sua plataforma segue as leis de todos os países onde atua e recusará “qualquer ordem” para desrespeitá-las.

A mais nova manifestação ocorre no mesmo dia em que o magnata elogiou a coragem do deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) de criticar Lula, o Supremo Tribunal Federal (STF) e seus membros.

Também nesta semana, Musk foi convidado a participar virtualmente de uma audiência proposta pela Comissão de Segurança Pública (CSP) do Senado brasileiro, a fim de que sejam esclarecidas as denúncias feitas por ele desde o fim de semana sobre a pressão de políticos e parte do judiciário brasileiro por censura a perfis da rede social não alinhados à esquerda.

O empresário ainda não respondeu o convite, mas deu pistas de que pode participar ao compartilhar uma publicação do senador cearense Eduardo Girão, do partido Novo, na qual o político brasileiro agradeceu o apoio do magnata na defesa da liberdade de expressão no Brasil após os recentes escândalos de “censura política”.

Tópicos:

PUBLICIDADE

Preencha abaixo e receba as notícias em primeira mão pelo seu e-mail

PUBLICIDADE

Nossa responsabilidade é muito grande! Cabe-nos concretizar os objetivos para os quais foi criado o jornal Diário do acre